Você sabe o que é um Scout

No futebol internacional, um Scout é o mesmo que um “olheiro”no Brasil. Ele tem a função de procurar jogadores para a universidade ou time no qual trabalha, geralmente atletas jovens que podem vir a se tornar novos talentos potenciais. Esta busca se dá em clubes, campos de futebol de várzea e nas escolinhas de futebol licenciadas.

fieldoo_football_scout

Há também, principalmente no futebol europeu, os Scouts que são enviados a outros países e até a outros continentes em busca de jogadores por um baixo custo. Trata-se sempre de alguém de confiança do clube – um ex-jogador ou um técnico das divisões de base – que trabalha de modo permanente ou temporário na função.

Quem contrata um Scout?

Um Scout pode ser contratado pelo clube ou pelo treinador. Uma universidade ou um clube podem ter seus Scouts permanentes, esses são os Scouts contratados propriamente, é o que acontece na maioria das vezes. Uma característica importante é que no começo do ano muitos Scouts são contratados, porém de forma temporária, tudo por causa da necessidade. É a mesma coisa daquelas lojas que no fim do ano contratam vendedores por causa do natal e do ano novo. Nesse caso as contratações são feitas porque é no começo do ano que ocorrem os campeonatos juniores de futebol. Algumas equipas mais que dobram o número de Scouts nessa época.

Além da contratação pela universidade ou clube, como já especificada, um treinador também pode contratar um Scout porque ele sempre precisa de novos jogadores para renovar seu elenco e, por isso, necessita de um Scout. Esse Scout vai viajar o mundo, dependendo do tamanho do clube, sempre procurando nas categorias de base e campeonatos juvenis.

cursos_scouting_olheiros_futebol

Características de um Scout

Um Scout busca por um jogador que tenha certo perfil, um perfil que seja diferenciado e muito próprio. Por isso o Scout não deve se conter as habilidades do jogador, mas sim como ele trabalha em equipe com os outros jogadores, dentre outras características. Isso faz com que o trabalho de um Scout seja difícil e, por ser difícil, esse trabalho requer pessoas que tenham um verdadeiro conhecimento no assunto, isto é, no futebol. Por isso os dois principais tipos de Scouts são os treinadores das divisões de base ou ex-jogadores. Um Scout é uma pessoa que não está se importando nem um pouco com o placar, mas sim com o resultado individual de cada jogador, como ele se comporta ao estar ganhando ou perdendo um jogo, como reage ao perder um golo ou até mesmo um pênalti mas claro, principalmente quanto suas habilidades.

Por que treinadores da base e ex-jogadores?

A resposta é fácil. Primeiro porque podemos ter, praticamente, os dois em um. Não muito diferente, os treinadores da base costumam ser ex-jogadores também. Nesse caso um jogador que passou vinte anos de sua da dentro dos gramados saberá melhore que ninguém como diferenciar, peneirar e seleccionar aqueles jovens no gramado, afinal ele já esteve do outro lado e dispõe da experiência como sua principal ferramenta. Já os técnicos da base, mesmo quando não são ex-jogadores (o que é muito raro), também conseguem extinguir um diamante das demais pedras, afinal ele está acostumado a lidar com a garotada.

Tudo isso faz da carreira de um Scout muito restrita. O conhecimento necessário, a confiança do treinador ou dos dirigentes do clube etc. Embora instigante, não é do dia para noite que um amante do futebol se torna um Scout.

Leia Também
Vídeos

 

Léo Azevedo, um dos maiores técnicos do tênis brasileiro, nos acompanhou na visita ao Centro de Tênis da USTA em Lake Nona na Florida. Conhecemos um pouco do que que é considerado o maior complexo do esporte no mundo, com um total 102 quadras, em um vestimento de mais de $60 milhões de dólares.

Apresentação: Ralf Furtado
Câmera: Bruno Furtado

Inscreva-se em nosso canal !!!
Curta nossa página do FACEBOOK: https://www.facebook.com/futeboleua/

 

Canal EUA esteve acompanhando o primeiro evento da BABC no IDrive Nascar em Orlando. O evento contou com a presença de importantes representantes de diversos grupos sociais e políticos, que se uniram para trocar experiências, fortalecer negócios e ajudar indivíduos e famílias que necessitam de suporte ou informações em sua vida nos Estados Unidos.
Falamos com a Presidente do Conselho da BABC, Amy Litter e com a fundadora do People Who Make a Difference, Marcia Romero.Apresentação: Ralf Furtado
Câmera: Bruno Furtado

Inscreva-se em nosso Canal !!!
Curta nossa página do FACEBOOK: https://www.facebook.com/futeboleua/

Voltar