Venus Williams é culpada por acidente de trânsito em Palm Beach Gardens

Irmã de Serena Williams, tenista cortou cruzamento e provocou batida em Palm Beach Gardens. Homem de 78 anos morreu após duas semanas internado




A jogadora tênis Venus Williams está sendo considerada culpada pela polícia da Flórida por ter causado um acidente de trânsito no último dia 9 de junho, em Palm Beach Gardens, com uma vítima fatal.

Segundo o relatório policial, a tenista entrou de repente no cruzamento, não dando chance para o carro, que vinha em outra pista, frear. Nele estava Jerome Barson, de 78 anos, que sofreu um trauma na cabeça e foi levado para a Unidade de Tratamento Intensivo de um hospital próximo. Ele morreu 14 dias depois.

LEIA TAMBÉM: Americana mata namorado com tiro em brincadeira no YouTube




De acordo com o advogado da família, Michael Steinger, a esposa de Jerome também foi internada com fraturas e outras lesões, mas sobreviveu. As informações são do site TMZ Sports, que obteve o boletim de ocorrência.

LEIA TAMBÉM: Adolescente cai de brinquedo em parque de diversões em NY

Ainda de acordo com o relatório, Venus teria causado o acidente por ter violado o direito de passagem do outro motorista. A tenista alegou que tentava atravessar o cruzamento quando pegou tráfego à frente e acabou exposta. Não há evidências de que Venus, de 37 anos, estivesse drogada, consumido bebida alcoólica ou distraída com algum aparelho eletrônico.

Número 11 do mundo, a irmã de Serena Williams, que está grávida de sete meses do primeiro filho (ou filha), está inscrita para a disputa do torneio de Wimbledon, que começa na próxima segunda-feira. Ela conquistou o Grand Slam da grama cinco vezes.

VIDA EUA: Como viajar dentro dos Estados Unidos

VIDA EUA: Os 10 maiores obstáculos para brasileiros que mudam para os Estados Unidos


Leia Também
Vídeos

Durante o evento de Kart da Florida Cup 2017, que reuniu astros do futebol, o Youtuber Fabio Brazza e o piloto Rubens Barrichello, Rubinho fala sobre o bullying virtual que ainda sofre pela internet. O assunto que tem sido notícia no mundo incomoda o recordista de participações em provas de Fórmula 1

Inscreva-se em nosso Canal do YOUTUBE !!
Curta nossa página do FACEBOOK !!

Apresentação: Ralf Furtado
Câmera: Jorge Lameiras

Falamos com Victor Pagliari Giro, mais conhecido como PC. Jogador que recentemente conquistou uma vaga no time titular do Orlando City, depois de passar por outros clubes dos Estados Unidos como o Fort Lauderdale Strikers e o Tampa Bay Rowdies. 

Inscreva-se em nosso Canal do YOUTUBE !!
Curta nossa página do FACEBOOK !!

  • PC você pode nos explicar o porque do apelido PC ?

– Bom, PC porque quando era garoto ainda, que jogava no Corinthians falavam que eu parecia outro jogador que o nome dele era Paulo César, aí como tinha essa semelhança minha com ele e até o jeito de jogar, canhoto a posição tudo, e aí começaram a me chamar de PC. E aí no começo eu até tentei mudar para deixar o meu nome mesmo, mas aí todo mundo começou a pegar PC, PC, PC… E aonde eu vou hoje, todo mundo me conhece como PC. Então hoje às vezes, quando me chamam pelo meu nome mesmo, até difícil eu atender, mas tranquilo, é um nome legal eu tô conseguindo levar bem.

  • Como é que se deu essa sua ascensão dentro do futebol americano, como é que você tá sentindo isso? Você acha que o mercado americano é um mercado interessante para para brasileiros que não tem espaço no Brasil, devido à concorrência, você acha que vale a pena investir aqui?

– Não só para brasileiros, mas como também para todo o jogador. Acho que o crescimento aqui no Estados Unidos está excelente, acho que em um futuro próximo vai estar uma liga brilhante. Já é uma liga muito boa, acho que com mais 3 ou 4 anos vai estar fantástica. Então acho que vale a pena sim, como tem muitos jogadores nomeados vindo para cá, como o Kaká, Schweinsteiger, entre outros. Então acho que tem tudo para para virar uma liga brilhante.

LEIA TAMBÉM: Quem é “PC”, jogador brasileiro em acensão no Orlando City?

Apresentação: Ralf Furtado
Câmera: Henrique Furtado

 

Canal EUA esteve acompanhando o primeiro evento da BABC no IDrive Nascar em Orlando. O evento contou com a presença de importantes representantes de diversos grupos sociais e políticos, que se uniram para trocar experiências, fortalecer negócios e ajudar indivíduos e famílias que necessitam de suporte ou informações em sua vida nos Estados Unidos.
Falamos com a Presidente do Conselho da BABC, Amy Litter e com a fundadora do People Who Make a Difference, Marcia Romero

Inscreva-se em nosso Canal do YOUTUBE !!
Curta nossa página do FACEBOOK !!

Apresentação: Ralf Furtado
Câmera: Bruno Furtado

Voltar