Os 10 melhores dos 1003 tweets de Trump nos 6 meses no poder

É muito provável que, quando o governo Trump acabar, os tweets sejam o legado público de sua interação com os eleitores, o partido e a mídia



Museu do Twitter de Trump em NY: famoso tweet com o erro “covfefe” é apresentado no museu (Drew Angerer/Getty Images)

 

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, como muitos outros líderes de países, mantém um diário. Mas ele não está escondido, dentro de uma gaveta no Salão Oval: está aberto, na rede social Twitter, para todos verem.

Pessoas próximas ao presidente e até seus assessores já afirmaram que ele não é o tipo de pessoa que escreve sobre seu dia em um pedaço de papel. É muito provável que, quando o governo Trump acabar, os tweets sejam o legado público de sua interação com os eleitores, o partido, outros políticos, a mídia e consigo mesmo. Em Nova York, existe até um museu para os tweets de Trump.

LEIA TAMBÉM: Legalização da maconha está acabando com o tráfico, segundo dados do governo dos EUA

Nesta quinta-feira, com Trump comemorando seis meses de Casa Branca, ele chegou à marca de 1003 interações — entre tweets e retweets, estes em número bem menor — em sua conta pessoal na rede social, que já tem mais de 34 milhões de seguidores.

Para manter esse roll de informação salvo, o site TrumpTwitterArchive salva, arquiva e categoriza todos os tweets que o presidente escreve. Lá é possível ver selecionar e até buscar os tweets do presidente por palavra-chave. EXAME Hoje separou os mais emblemáticos tweets de sua gestão.

LEIA TAMBÉM: Novas medidas de segurança, complicam ainda mais a vida dos passageiros

O primeiro de muitos

No dia 20 de janeiro, o então presidente-eleito começou cedo: às 10h30, enquanto ainda caminhava ao capitólio para a posse, já estava twittando e falando com seus seguidores.

“Tudo começa hoje! Vejo vocês às 11:00 para o juramento. O MOVIMENTO CONTINUA – O TRABALHO COMEÇA!”






Malditos democratas!

Trump conseguiu confirmação do Senado para apenas 49 cargos nomeados pelo governo em seus seis meses. Segundo uma apuração feita pelo jornal The Washington Post, o número é um quarto de seu antecessor, Barack Obama. Restam ainda 359 cargos sem qualquer nomeação, enquanto 145 aguardam a confirmação do Senado. Mesmo com os republicanos tendo 52 dos 100 assentos no Senado, uma franca maioria, Trump continua culpando os Democratas, afirmando que eles estão obstruindo o processo.

“Os Democratas do Senado só confirmaram 48 das 197 nomeações presidenciais. Eles não conseguem vencer então tudo que fazem é desacelerar as coisas e obstruir!”

Snoop Dogg

Nem o cantor Snoopdogg escapou dos dedos ávidos por um tweet do presidente. Quando o rapper lançou um videoclipe em que atirava num palhaço vestido e com as feições do presidente, Trump veio à tona dizer que sua carreira estava falida.

“Vocês conseguem imaginar o choro se @SnoopDogg, com sua carreira falida e tudo, tivesse apontado uma arma para o Presidente Obama? Cadeia!”

Arnold

O ator e ex-governador da Califórnia, Arnold Schwarzenegger, respondeu em vídeo a uma provocação de Trump durante um discurso, em que ele dizia que o ex-governador foi demitido como apresentador do programa de TV, O Aprendiz por baixos índices. O presidente não deixou sem a tréplica e disse que Schwarzenegger foi péssimo como governador da Califórnia e como apresentador.

“Sim, Arnold Schwarzenegger fez um péssimo trabalho como Governador da Califórnia e um pior ainda no Aprendiz… mas ao menos ele tentou!”

LEIA TAMBÉM: As 10 melhores praias dos Estados Unidos em 2017

Coreia do Norte

Trump não ficou calado com a expansão dos testes de mísseis intercontinentais da Coreia do Norte e as ameaças do ditador Kim Jong-il. Em abril, ele chegou a dizer que o país “estava procurando por problemas” e que iria agir à revelia da China, histórico apoiador e mediador do conflito com a Coreia do Norte. Embora o novo presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, venha tentando uma abordagem mais em torno do diálogo com os vizinhos do norte, Trump clama por sanções econômicas e militares.

“A Coreia do Norte está procurando por encrenca. Se a China decidir ajudar, seria ótimo. Se não, nós resolveremos o problema sem eles! E.U.A.”

“A Coreia do Norte acabou de lançar outro míssil. Esse cara não tem nada melhor pra fazer com a vida dele?”

FAKE NEWS!

Trump tem uma relação de amor e ódio com a mídia. Amor com a rede de TV Fox News, o jornal The Washington Times e com alguns outros periódicos que apoiam o presidente. Ódio com todo o resto, especialmente aqueles que publicam notícias que o presidente não gosta. Ele até postou um GIF em que batia em um oponente cuja cabeça havia sido substituída pelo logo da rede de TV CNN — este foi o post com maior interação, com quase 370.000 retweets.

“Qualquer pesquisa negativa é falsa, como as da CNN, ABC, NBC eram durante as eleições. Desculpem, as pessoas querem segurança na fronteira e vetos extremos.”

O México vai pagar

Trump, que afirmou veementemente durante a campanha que o México pagaria pelo muro na fronteira sul, já começa a falar em “datas futuras” e “eventualmente”. O presidente mexicano Enrique Peña Nieto já negou que irá tirar qualquer centavo de seu país para arcar com o muro. Seis meses depois, pouco foi feito pela construção ou financiamento do muro na gestão Trump.

“Eventualmente, mas em uma data tardia para que possamos começar cedo, o México vai pagar, de alguma forma, pelo tão necessitado muro na fronteira.”

Em defesa da prole

Trump pode brigar até mesmo com seus aliados, mas nunca falhou em defender a família. Quando a varejista Nordstrom parou de vender a marca de roupas de sua filha, Ivanka Trump, ou quando seu filho, Donald Trump Jr., se reuniu com uma advogada russa para receber informações prejudiciais da campanha concorrente, Hillary Clinton, Trump estava lá para defender os seus.

“Minha filha Ivanka tem sido tratado tão injustamente pela @Nordstrom. Ela é uma grande pessoa — sempre me fazendo tomar a decisão correta! Terrível!”

“Meu filho Donald fez um grande trabalho ontem à noite! Ele foi aberto, transparente e inocente. Esta é a maior Caça às Bruxas na história da política. Triste!”

Ops…

Depois de demitir o diretor do FBI, James Comey, e afirmar várias vezes que não estava sendo investigado no processo sobre a interferência Rússia nas eleições, Trump cometeu uma gafe e postou em sua conta que estava, sim, sendo investigado. O caso gerou comoção nacional nos Estados Unidos.

“Eu estou sendo investigado por demitir o diretor do FBI pelo homem que me disse para demitir o diretor do FBI! Caça às bruxas”

Metatweet

Com relatos de assessores que correm para impedir que o presidente use o Twitter e até críticas sobre seu comportamento nas redes, Trump aproveitou um espaço para até mesmo dizer o que acha de seu hábito.

“Meu uso de mídia social não é presidencial – é PRESIDENCIAL DOS TEMPOS MODERNOS. Faça a América Grande Novamente!”

Ele também aproveitou para fazer piada de um erro de digitação que ficou famoso: “Covfefe”. Trump, sem querer, enviou um tweet mal digitado e a repercussão foi tremenda, mesmo tendo sido apagado.

“Quem consegue adivinhar o real significado de “covfefe” ??? Divirtam-se!”





VIDA EUA: Nos Estados Unidos, existe preconceito com brasileiros?

VIDA EUA: 3 coisas que se aprende em 5 anos nos Estados Unidos

Leia Também
Vídeos

Canal EUA Sports acompanhou Corinthians 3 x 2 Shakhtar Donetsk na Florida Cup 2016 e falou com o técnico Tite, o humorista Beto Hora e o cantor Latino, sobre o evento e o crescimento do futebol nos Estados Unidos

Inscreva-se em nosso Canal do YOUTUBE !!
Curta nossa página do FACEBOOK !!


Apresentação: Ralf Furtado
Câmera: Jorge Lameiras

Corinthians x Shakhtar (18:45, ESPN Wide World of Sports Complex, Orlando)

Árbitro: Guido Gonzales Jr-EUA
AR 1: Sean Hurd-EUA
AR2: Matthew Miscannon-EUA
4th Official: Esteban Rosano-EUA

O famoso raper e youtuber Fabio Brazza fala sobre as expectativas da Florida Cup 2017 e o seu trabalho dentro do evento. O evento que foi prejudicado pela tragédia ocorrida com o time da Chapecoense, se mostra fortalecido e preparado para crescer ainda mais em 2018

Inscreva-se em nosso Canal do YOUTUBE !!
Curta nossa página do FACEBOOK !!

Apresentação – Ralf Furtado
Câmera – Jorge Lameiras

Canal EUA esteve acompanhando o primeiro evento da BABC no IDrive Nascar em Orlando. O evento contou com a presença de importantes representantes de diversos grupos sociais e políticos, que se uniram para trocar experiências, fortalecer negócios e ajudar indivíduos e famílias que necessitam de suporte ou informações em sua vida nos Estados Unidos.
Falamos com a Presidente do Conselho da BABC, Amy Litter e com a fundadora do People Who Make a Difference, Marcia Romero

Inscreva-se em nosso Canal do YOUTUBE !!
Curta nossa página do FACEBOOK !!

Apresentação: Ralf Furtado
Câmera: Bruno Furtado

No Torneio da Florida 2016, Canal EUA Sports entrevistou Bruno Costa, diretor de Futebol do Fort Lauderdale Strikers ( Ex-observador da seleção Brasileira de Base ) e Ricardo Oliveira, CEO do Florida Cup, que nos passaram suas impressões sobre esse grande evento internacional realizado na Florida

Inscreva-se em nosso Canal do YOUTUBE !!
Curta nossa página do FACEBOOK !!


Apresentação: Ralf Furtado
Câmera: Jorge Lameiras

 

Falamos com Victor Pagliari Giro, mais conhecido como PC. Jogador que recentemente conquistou uma vaga no time titular do Orlando City, depois de passar por outros clubes dos Estados Unidos como o Fort Lauderdale Strikers e o Tampa Bay Rowdies. 

Inscreva-se em nosso Canal do YOUTUBE !!
Curta nossa página do FACEBOOK !!

  • PC você pode nos explicar o porque do apelido PC ?

– Bom, PC porque quando era garoto ainda, que jogava no Corinthians falavam que eu parecia outro jogador que o nome dele era Paulo César, aí como tinha essa semelhança minha com ele e até o jeito de jogar, canhoto a posição tudo, e aí começaram a me chamar de PC. E aí no começo eu até tentei mudar para deixar o meu nome mesmo, mas aí todo mundo começou a pegar PC, PC, PC… E aonde eu vou hoje, todo mundo me conhece como PC. Então hoje às vezes, quando me chamam pelo meu nome mesmo, até difícil eu atender, mas tranquilo, é um nome legal eu tô conseguindo levar bem.

  • Como é que se deu essa sua ascensão dentro do futebol americano, como é que você tá sentindo isso? Você acha que o mercado americano é um mercado interessante para para brasileiros que não tem espaço no Brasil, devido à concorrência, você acha que vale a pena investir aqui?

– Não só para brasileiros, mas como também para todo o jogador. Acho que o crescimento aqui no Estados Unidos está excelente, acho que em um futuro próximo vai estar uma liga brilhante. Já é uma liga muito boa, acho que com mais 3 ou 4 anos vai estar fantástica. Então acho que vale a pena sim, como tem muitos jogadores nomeados vindo para cá, como o Kaká, Schweinsteiger, entre outros. Então acho que tem tudo para para virar uma liga brilhante.

LEIA TAMBÉM: Quem é “PC”, jogador brasileiro em acensão no Orlando City?

Apresentação: Ralf Furtado
Câmera: Henrique Furtado

 

Voltar