Orlando City também estará representado nas Olimpiadas

MonicaAlves

A zagueira Mônica do Orlando Pride, time feminino do Orlando City, foi uma das jogadoras convocadas, na lista das 18 atletas que vão compor a seleção brasileira feminina, que disputará os Jogos Olímpicos do Rio 2016. Mônica é a quinta jogadora do Pride a ser oficialmente convocada para competir nas Olimpíadas do Rio.

Monica junta-se as companheiras do Pride que atuam por suas seleções como: Alex Morgan (EUA), Josée Bélanger (Canadá), Steph Catley (Austrália) e Laura Alleway (Austrália) como as jogadoras que atuam fora do seu país de origem, convocadas para as lista de 18 jogadores de cada seleção nacional. A meio-campo Kaylyn Kyle (Canadá) e a goleira Ashlyn Harris (EUA) também foram convocadas, porém como suplentes da equipe que vai disputar os Jogos Olímpicos.

Mônica já defendeu a Seleção Brasileira Feminina em grandes competições, mas em Jogos Olímpicos será a primeira vez. Garantida na Rio 2016, a zagueira, trata este como o principal momento da sua carreira. Mesmo participando de todo o processo antes da competição, ela revela que a ficha só caiu mesmo quando viu o seu nome na lista do técnico Vadão e pela festa das companheiras de equipe.

GettyImages-477325996.0

A experiência de Mônica na Seleção Brasileira não é pequena. Ela conquistou o ouro com o grupo no PAN do ano passado, inclusive balançando a rede em mais de uma partida da campanha, e tem participações em outras competições importantes pela Canarinho. A Olimpíada, porém, era um objetivo de sua carreira e, agora com a vaga assegurada, a zagueira quer retribuir a confiança da comissão técnica e o apoio que recebeu dos familiares fazendo bonito na Rio 2016.

O seleção brasileira estréia na competição na fase de grupos no dia 3 de agosto contra a China, às 15:00 no estádio do Engenhão, seu primeiro adversário pelo Grupo E.

Monica fez 11 jogos pelo Orlando Pride nesta temporada, e mostrou sua versatilidade jogando em ambas as posições da zaga, dando muita segurança ao meio-campo.

 

 

Leia Também
Vídeos

Futebol EUA esteve na Disney Showcase 2016 realizado na ESPN Wide World of Sports entre os dias 27 e 30 de dezembro. Um grandioso evento que reuniu centenas de times dos Estados Unidos e do mundo durante uma semana, com uma organização impecável.

Inscreva-se em nosso Canal do YOUTUBE !!
Curta nossa página do FACEBOOK !!


Apresentação: Ralf Furtado
Câmera: Jorge Lameiras

Como funciona o Auto Atendimento nos Estados Unidos. Canal EUA mostra que o “Self Checkout” é a forma mais comum de efetuar suas compras, você escolhe o produto e depois, você mesmo faz o pagamento no caixa de auto atendimento

Inscreva-se em nosso Canal do YOUTUBE !!
Curta nossa página do FACEBOOK !!


Apresentação: Ralf Furtado
Câmera: Jorge Lameiras

Estivemos no evento de apresentação do Ace Cafe, o novo bar temático de Orlando. Um bar voltado para o publico que curte carros, motos e muito Rock’n’Roll. Um espaço de 12.000m² localizado em Orlando Downtown ao lado da I4, em um conjunto de prédios históricos de mais de 100 anos de idade.

A cerimônia de inauguração contou com a presença do prefeito de Orlando Buddy Dyer e com muitos outros convidados.

Apresentação: Ralf Furtado
Inscreva-se em nosso Canal !!!
Curta nossa página do FACEBOOK: https://www.facebook.com/futeboleua/

Assista ao Vídeo:

Falamos com Victor Pagliari Giro, mais conhecido como PC. Jogador que recentemente conquistou uma vaga no time titular do Orlando City, depois de passar por outros clubes dos Estados Unidos como o Fort Lauderdale Strikers e o Tampa Bay Rowdies. 

Inscreva-se em nosso Canal do YOUTUBE !!
Curta nossa página do FACEBOOK !!

  • PC você pode nos explicar o porque do apelido PC ?

– Bom, PC porque quando era garoto ainda, que jogava no Corinthians falavam que eu parecia outro jogador que o nome dele era Paulo César, aí como tinha essa semelhança minha com ele e até o jeito de jogar, canhoto a posição tudo, e aí começaram a me chamar de PC. E aí no começo eu até tentei mudar para deixar o meu nome mesmo, mas aí todo mundo começou a pegar PC, PC, PC… E aonde eu vou hoje, todo mundo me conhece como PC. Então hoje às vezes, quando me chamam pelo meu nome mesmo, até difícil eu atender, mas tranquilo, é um nome legal eu tô conseguindo levar bem.

  • Como é que se deu essa sua ascensão dentro do futebol americano, como é que você tá sentindo isso? Você acha que o mercado americano é um mercado interessante para para brasileiros que não tem espaço no Brasil, devido à concorrência, você acha que vale a pena investir aqui?

– Não só para brasileiros, mas como também para todo o jogador. Acho que o crescimento aqui no Estados Unidos está excelente, acho que em um futuro próximo vai estar uma liga brilhante. Já é uma liga muito boa, acho que com mais 3 ou 4 anos vai estar fantástica. Então acho que vale a pena sim, como tem muitos jogadores nomeados vindo para cá, como o Kaká, Schweinsteiger, entre outros. Então acho que tem tudo para para virar uma liga brilhante.

LEIA TAMBÉM: Quem é “PC”, jogador brasileiro em acensão no Orlando City?

Apresentação: Ralf Furtado
Câmera: Henrique Furtado

 

Futebol EUA fala com o técnico Liam O’Brien que faz parte da organização Scholarships 4 Sport, que promove eventos para selecionar e conectar jogadores com os técnicos das universidades. Os atletas também recebem consultoria para ajudar sua relação com os técnicos e com a própria imagem.

Inscreva-se em nosso Canal do YOUTUBE !!
Curta nossa página do FACEBOOK !!


Apresentação: Ralf Furtado
Câmera: Karina Furtado

Voltar