Olha ele! Palhinha é presidente de time nos EUA e quer elite

O investimento no futebol – ou soccer – dos Estados Unidos tem chamado atenção. O ex-jogador Palhinha, que brilhou com as camisas de São Paulo e Cruzeiro nos anos 90, é mais um que aposta no crescimento do esporte na terra do Tio Sam. Aposentado há 10 anos, ele se aventura atualmente como dirigente: é um dos gestores do recém-criado Boston City.


Ex-jogador é presidente do americano Boston City

Morando nos Estados Unidos há quatro anos, Palhinha montou o Boston City em abril, em parceria com o empresário do ramo de restaurantes, Renato Valentim. O ex-jogador sonha em colocar a equipe na principal Liga de Futebol dos Estados Unidos, a Major League Soccer (MLS), mas sabe que para chegar no torneio é preciso passar por um longo caminho.

“Agora nossos objetivos são: estruturarmos e seguirmos o caminho natural, que é montar a academia e o time profissional. Vamos jogar uma Liga bem mais baixa, talvez seja a NPLS (National Premier League Soccer). Estamos esperando uma resposta de confirmação da liga”, explicou.

O clube ainda não possui a própria estrutura e tem que alugar campos para treinamentos. Mas Palhinha destaca que tem tempo para fazer a estruturação da equipe.

“O bom que aqui você tem que procurar fazer tudo direito e te dão tempo pra fazer. Tudo é programado uns seis meses antes e você tem tempo de se organizar. O campeonato do profissional para nós só começará em maio do ano que vem. Então, dá tempo de se ajustar”.

Ex-jogador teve passagens marcantes por São Paulo e Cruzeiro
Ex-jogador teve passagens marcantes por São Paulo e Cruzeiro

Estruturação das categorias de base

Para que um clube tenha sucesso, Palhinha sabe que é importante ter uma boa estrutura nas categorias de base. Neste mês, a equipe Sub-17, formada em sua maioria por brasileiros filhos de americanos, disputou a Taça BH, mas foi eliminada na primeira fase da competição.

O resultado em campo é o que menos importa, por enquanto. Em fase de aprendizado, os garotos estão aproveitando bem o período na capital mineira. Nesta quarta-feira, por exemplo, eles estiveram na Toca da Raposa para acompanhar um treino dos profissionais do Cruzeiro . Entre várias fotos e autógrafos, olhares atentos para o campo.

“A principio, a gente sabia que a nível de resultados, seria difícil conseguir classificação. Mas já estava no planejamento. O objetivo era o aprendizado, verificar como funciona um futebol de verdade. Foi feito também um laboratório para que eles conhecem clubes do futebol brasileiro”, destacou Ademir Carvalho, que é chefe da delegação que está em BH e um dos cotados para assumir o time profissional do Boston City.

Jogadores das categorias de base do Boston City FC conheceram a Toca da RaposaJogadores das categorias de base do Boston City FC conheceram a Toca da Raposa

Leia Também
Vídeos

Falamos com Mauricio Braz que é pós-graduado em psicologia positiva e utiliza seu conhecimento aliado a um sistema de NeuroTreinamento, para ajudar atletas a se desenvolverem mentalmente no esporte. Maurício ultiliza seu equipamento e suas técnicas no atleta Bruno Furtado, para mostrar como funciona o seu trabalho.

Inscreva-se em nosso Canal do YOUTUBE !!
Curta nossa página do FACEBOOK !!


Apresentação: Ralf Furtado
Câmera: Jorge Lameiras

Canall EUA Sports marca presença na Torneio da Florida 2016 durante a partida entre o empate de 3×3 do Internacional e o Bayer Leverkusen, e bate um papo com Roque Junior e Leandro Amaral, dois grandes ex-jogadores da seleção brasileira

Inscreva-se em nosso Canal do YOUTUBE !!
Curta nossa página do FACEBOOK !!


Apresentação: Ralf Furtado
Câmera: Jorge Lameiras

O diretor das categorias de base do Orlando City, fala sobre o que espera para o futuro da Academia. David Longwell explica as várias etapas que um atleta das categorias tem que ultrapassar, para conseguir chegar até o time profissional

Inscreva-se em nosso Canal do YOUTUBE !!
Curta nossa página do FACEBOOK !!!

Na entrevista, perguntamos ao Diretor das Categorias de base do Orlando City, David Longweel, quais eram as expectativas do clube em relação ao futuro da Academia. Sobre os investimentos que estão sendo feitos e como é o processo para que um jogador da base chegue ao time principal do clube.

David respondeu:
– Já existe um bom projeto para isso no clube, nós tentamos levar jogadores para a Academia, da Academia eles vão para o time B do Orlando City e daí completam o processo chegando ao time da MLS.
Tem muito trabalho sendo feito por trás das cenas, o clube está investindo dinheiro pra tentar transformar nossa Academia em uma das melhores do país. E nós temos um objetivo de formar nossos próprios jogadores, nesse caso teremos jogadores mais novos no time principal.
Estou muito confiante que isso vai acontecer no futuro.

Apresentação: Ralf Furtado
Câmera: Karina Furtado

Voltar