O que a estreia de Kaká representa para o futebol nos Estados Unidos

Além das 62 mil pessoas que foram ao estádio, o meia “levou” um patrocínio de empresa brasileira e os conhecimentos científicos do nosso futebol

Kaka, Orlando City X New york (Foto: Getty Images)

Kaká ajudou a levar o conhecimento científico do futebol brasileiro para os EUA (Foto: Getty Images)

O futebol nos Estados Unidos ainda é um esporte que o público não tinha adotado, entretanto, pelo menos na Flórida, mais exatamente na cidade de Orlando, este quadro parece sofrer uma grande mudança.

O protagonista principal desta mudança parece ser o brasileiro Kaká. Neste domingo, seu jogo de estreia no Orlando City, time que o também brasileiro Flávio Augusto da Silva assumiu com participação majoritária, representa um verdadeiro marco na história do futebol americano.

O estádio Citrus Bowl recebeu um público de 62 mil pessoas, que é a maior plateia que este estádio já teve em um jogo de futebol, superando inclusive os maiores públicos da Copa do Mundo de 1994. A cidade de Orlando literalmente adotou seu time de futebol.

Sem dúvida a presença do Kaká foi o fator principal deste resultado. A divulgação do jogo nas semanas anteriores, sempre associada ao atleta criou uma enorme expectativa em toda a cidade. A quantidade de camisas do clube com seu nome, comercializadas nas lojas atingiu números incríveis.

Kaká marca gol na estreia pela MLS e empata contra time de David Villa.

O jogo foi transmitido ao vivo para mais de 100 países, o que representa outro marco histórico. O clima no estádio era de uma festa nunca vista em um jogo de futebol. Segundo informações de fontes locais, a estimativa era de que das mais de 60 mil pessoas presentes, cerca de 30 mil estariam assistindo a um jogo de futebol no estádio pela primeira vez.

Apesar do resultado final ter sido um empate, o gol do Kaká nos minutos finais do jogo provocou uma verdadeira apoteose no estádio. Como foi inclusive noticiado, a presença do atleta no clube americano atraiu o interesse de uma empresa brasileira, que passou a ser um dos patrocinadores do Orlando City.

Estamos aqui em Orlando para montar um laboratório de pesquisa no centro de treinamento do clube, para que a comissão técnica tenha suporte científico para treinamento, recuperação, prevenção de lesões, e indicação de suplementos nutricionais.

Desta vez serão os Estados Unidos que vão aprender com o conhecimento específico das ciências do esporte aplicadas ao futebol, tão bem desenvolvido no Brasil.

 

Voltar