Macy’s, K-Mart, J.C. Penney e outras grandes, estão fechando as portas

Alerta de varejo: Ann Taylor, Dress Barn, Lane Bryant e Justice estarão fechando suas lojas em breve

Durante o seu Talk Show, Clark Howard que é um especialista em consumo popular e apresentador do programa de rádio National Howard Clark Howard Show, Team Clark explicou que os varejistas desta lista estão fechando suas lojas, porque não estão conseguindo entregar aos seus clientes, o que buscam em termos de preço, novidades e seleção de peças.

Segundo estimativas, serão no total mais de 1.000 lojas fechadas até o final de 2017.

Isso é o realidade de um mercado, onde os consumidores estão se voltando cada vez mais para o comércio online e para as lojas de desconto, em busca de melhores ofertas.

LEIA TAMBÉM: EUA rescindem proteção migratória para pais ilegais no país

SEGUE ABAIXO A LISTA ATUALIZADA DAS GRANDES VAREJISTAS QUE ESTARÃO FECHANDO SUAS LOJAS EM 2017:

  • ASCENA RETAIL GROUP – Pelo menos 268 lojas

O Ascena Retail Group, o varejista de roupas femininas que possui as marcas Ann Taylor, Loft, Dress Barn, Lane Bryant, Justice e vários outros, planeja em breve, fechar centenas de lojas.

EM vista dos recentes prejuízos, os executivos da empresa anunciaram que 667 lojas estão na listagem do programa de reestruturação do grupo.

Pelo menos 268 dessas lojas serão fechadas definitivamente até julho de 2019. As restantes 399 lojas serão encerradas se boas negociações de aluguel não forem obtidas através das negociações com os seus relativos proprietários.

A empresa não especificou quais endereços serão fechados.

  • GYMBOREE – Até 450 lojas

Gymboree, uma rede de lojas especializadas em roupas e acessórios infantis, entrou com pedido de falência no dia 11 de junho, seguindo o Capítulo 11 da Lei de Falências.

Os negócios continuarão normalmente durante a reestruturação, mas o grupo deverá fechar um número indeterminado de lojas nos próximos meses.

“A maioria das nossas lojas permanecerá aberta e funcionando exatamente como são”, divulgou a empresa em um site dedicado à informações sobre sua reestruturação. “No entanto, estamos planejando ajustar a nossa forma de atuar no varejo fechando, algumas lojas como parte do processo de reestruturação, a fim de concentrar nossos recursos nos locais com o maior potencial. Por enquanto, ainda estamos avaliando lojas e não podemos dizer com certeza quais lojas serão fechadas e quando”.

De acordo com o jornal USA Today, em torno de 450 das 1.281 lojas do Gymboree serão fechadas durante o processo de reestruturação.

LEIA TAMBÉM: A bolha está se formando e, quando estourar, será o pior “crash” da minha vida, alerta Jim Rogers

  • SEARS & KMART – Mais 66 lojas

A Holding da Sears planeja fechar ainda mais lojas das que não estão com boa rentabilidade da redes Sears e da Kmart.

No início de junho, a USA Today informou além dos 180 locais previamente anunciados, outras 66 lojas também serão fechadas . Dessa incluídas, 17 seriam lojas Sears e 49 lojas Kmart.

A maioria dos pontos afetados serão fechados até setembro.

Em um comunicado da imprensa no dia 21 de abril, a Holding Sears  disse que fez um progresso significativo em seu programa de reestruturação, com em economia de custos de US $ 700 milhões até o momento.

A Sears espera alcançar US $ 1,25 bilhão em economia de custos anualizadas em 2017, de uma economia estimada de US $ 1 bilhão.

  • J.C. PENNEY – 138 lojas

J.C. Penney está atrasando os planos para fechar 138 lojas, porque as vendas aumentaram, desde que o varejista anunciou que estava fechando lojas.

A USA Today informou que promoções nesses locais, foram prorrogadas da data inicial de 22 de maio, já que o fechamento das lojas foi mudado para o dia 31 de julho.

LEIA TAMBÉM: Após plebicito, Porto Rico decide ser 51º estado americano; medida depende de aprovação dos EUA

  • MACY’S – 68 lojas

Macy’s ainda não terminou seu projeto de reformulação ainda.

A rede de lojas de departamento que está em dificuldades, confirmou em fevereiro que planeja fechar cerca de 34 lojas “nos próximos anos” depois de encerrar quase 70 locais no ano fiscal de 2016.

A empresa ainda não revelou quais locais podem estar na lista de lojas a serem fechadas.

 

  • BEBE – 180 lojas

O varejista de roupas femininas Bebe Stores, está fechando todas os suas 180 lojas em todo o país.

Em uma apresentação com a Securities and Exchange Commission datada de 21 de abril, a empresa disse que espera fechar todas as lojas até o final de junho, após as vendas de liquidação.

O futuro do varejista não está claro, embora alguns especulem que ele continuará no mercado, porém somente on-line.

  • ABERCROMBIE & FITCH – 60 lojas

Podemos também adicionar lojas da Abercrombie & Fitch, à crescente lista de varejistas que estarão fechando lojas este ano.

De acordo com um comunicado a imprensa, a empresa planeja fechar as portas de cerca de 60 locais dos EUA, logo que os contratos de locação vencerem, ainda durante o ano fiscal de 2017. A revista Fortune informou que a A & F ficará com 670 lojas, bem abaixo das 839 de apenas cinco anos atrás.

  • GUESS – 60 lojas

Guess está planejando desligar da tomada 60 de suas lojas, ainda este ano.

O CEO da empresa Victor Herrero, disse aos analistas que a decisão foi tomada após uma forte queda nas vendas no quarto trimestre de 2015. Espera-se que a maioria dos fechamentos esteja entre as principais lojas Guess e também as da marca Guess by Marciano.

As marcas Guess operam 945 lojas de varejo nas Américas, Europa e Ásia. Cerca de 400 dessas lojas estão nos Estados Unidos.

  • CROCS – 160 lojas

A Crocs anunciou em um comunicado de imprensa no dia 1º de março, que a marca vai fechar cerca de 160 de seu portfólio de 558 lojas, até o final de 2018.

  • WET SEAL – 171 lojas

A loja de roupas Wet Seal que entrou em falência, encerrou as atividades em todas as suas 171 lojas, de acordo com o Wall Street Journal. Uma mensagem no site do varejista disse: “Obrigado, amor, foi real”.

  • AMERICAN APPAREL – 110 lojas

A fabricante americana de roupas American Apparel, fechou suas 110 lojas restantes.

De acordo com um comunicado de imprensa de 10 de janeiro, a Gildan Activewear, ganhou os direitos sobre a marca da American Apparel e alguns ativos, em um leilão de falência, com uma oferta de US $ 88 milhões.

No entanto, os ativos da loja de varejo não faziam parte da compra, de acordo com a Gildan.

LEIA TAMBÉM: Adidas está otimista para recuperar mercado nos EUA

  • BCBG – 120 lojas

A cadeia de vestuário feminino de luxo BCBG, está fechando cerca de 120 lojas, principalmente nos EUA, de acordo com o Minneapolis Star Tribune.

O Star Tribune informou no início de fevereiro, que as liquidações já começaram e esperam-se que funcionem por oito ou dez semanas, antes das lojas fechem definitivamente.

As mini-lojas da empresa do tipo Quiosque, que ficam dentro da Macy’s, permanecerão abertas.

  • MICHAEL KORS – 100 a 125 lojas

Michael Kors está fechando entre 100 e 125 de suas lojas de varejo nos próximos dois anos.

De acordo com um comunicado de imprensa de 31 de maio, a empresa está fazendo uma reestruturação para melhorar a rentabilidade de sua marca. Já que a receita diminuiu muito no último trimestre.

A varejista de roupas, bolsas  e acessórios não revelou a lista das lojas no bloco de corte.

  • PAYLESS SHOESOURCE – 512 lojas por enquanto …

Em abril, a Payless ShoeSource anunciou que cerca de 400, de suas quase 4.400 lojas, fechariam imediatamente. Os fechamentos ocorreram em quase todos os estados dos EUA.

Recentemente, como parte do processo de falência que está em curso, a Payless anunciou o fechamento de mais 112 lojas.

A cadeia de calçados de desconto, também pede que o Tribunal de Falências dos EUA no Distrito Leste de Missouri, permita o fechamento de mais de 300 lojas.

Se aprovado, isso aumentaria o total de lojas fechadas para mais de 800.

LEIA TAMBÉM: Novo voo da United Airlines será mais o longo do mundo

  • RUE21 – 400 lojas

O varejista de roupas para adolescentes Rue21, também entrou com o pedido falência.

Em um comunicado a imprensa no dia 15 de maio, a Rue21 disse que finalizou acordos com seus credores para reduzir a dívida da empresa e fornecer capital adicional para sustentar sua reestruturação.

Em abril, o varejista iniciou o processo de fechamento de cerca de 400 de suas 1.179 lojas, para poder se concentrar mais em seus locais mais bem-sucedidos.

Em uma mensagem divulgada no seu site, a rue21.com escreveu: “É verdade – estamos fechando algumas lojas. Foi uma decisão difícil, mas necessária. Mas a boa notícia é que ainda temos centenas de locais em todo o país, e o nosso site rue21.com, continua aberto para negócios! ”

A Rue21 disse que espera continuar as operações comerciais normais durante o processo de falência.

  • RADIOSHACK – 1.000 lojas

Após 96 anos de negócios, o revendedor de eletrônicos RadioShack, terá apenas 70 lojas próprias e 500 franqueadas em todo o país – número muito inferior ao de 7.300 que já teve no seu auge de seus negócios.

Durante o feriado do Memorial Day, a RadioShack fechou mais de mil lojas em todo o país.

“No final deste mês, a RadioShack vai fechar suas portas, exceto 70 lojas de varejo, enquanto preparam o processo de mudança para a RadioShack.com, “Não temos agradecer o suficiente a vocês, a família RadioShack, por participarem da nossa linda viagem ao longo de todos esses anos”, disse a Companhia em um comunicado a imprensa.

O varejista está realizando um leilão online com todo o material das lojas, até o dia 3 de julho, de acordo com a RadioShack.com.

  • GANDER MOUNTAIN – Número Indeterminado

Depois de declarar falência em março, o revendedor externo Gander Mountain tem um novo proprietário.

As liquidações estão sendo realizadas em todas as 126 lojas, mas o CEO da marca Camping World, Marcus Lemonis, que é o novo proprietário, diz que pretende manter dezenas de locais abertos.

A lista final de lojas que serão fechadas ainda não foi lançada, mas a Lemonis está fornecendo atualizações no Twitter.

  • HHGREGG – 220 lojas

Depois de mais de seis décadas, o varejista eletrônico hhgregg está saindo do mercado.

As liquidações já começaram nas 132 lojas do varejista, que serão fechadas até o final de maio. Em março, a empresa anunciou o encerramento de 88 lojas.

A notícia vem depois que o hhgregg não conseguiu encontrar um comprador para a rede, dentro do prazo final de 7 de abril.

  • GAMESTOP – mais de 150 lojas

Depois de anunciar uma queda nas vendas no quarto trimestre, a GameStop anunciou no dia 24 de março que planeja fechar entre 2% e 3% do total de suas lojas, o que significa pelo menos 150 lojas.

A GameStop tem lutado para sobreviver, em virtude das fracas vendas de jogos de vídeo-game e das promoções agressivas de consoles, feitas por seus concorrentes.

  • STAPLES – 70 lojas

A Staples anunciou em março que fechará 70 locais em todo os Estados Unidos até o final de 2017.

Durante um forte recuo no movimento, a Staples disse que as vendas das lojas na América do Norte, caíram cerca de 7% no quarto trimestre de 2016. A queda nas vendas foi atribuída a redução do número de clientes que visitam as lojas.

  • CVS – 70 lojas

Em dezembro de 2016, recebemos a informação de que a CVS planejava fechar 70 lojas em todo o país, já no início de 2017.

No final de fevereiro, recebemos novas informações divulgadas na mídia, revelando exatamente quais lojas já foram e as que serão fechados em breve, incluindo mais de 10 lojas de Illinois.

  • FAMILY CHRISTIAN – 240 lojas

Family Christian é o maior vendedor de livros  e produtos cristãos do país, a marca anunciou no dia 23 de fevereiro, que 240 lojas em 36 estados, seriam fechadas permanentemente até o dia 13 de maio.

 

Diante da situação atual, a dica dos especialistas é:

Se você tem algum Gift Card em sua casa, que que pertença a algum dos grandes varejistas, por favor, use-os imediatamente. Eu imploro que você os use “, disse Clark Howard. “E quando você não souber o que dar a alguém, dê-lhes um bonito cartão e dinheiro. Você não precisa se preocupar com o fechamento da loja quando você dá dinheiro. “

Leia Também
Vídeos

Canal EUA Sports acompanhou Corinthians 3 x 2 Shakhtar Donetsk na Florida Cup 2016 e falou com o técnico Tite, o humorista Beto Hora e o cantor Latino, sobre o evento e o crescimento do futebol nos Estados Unidos

Inscreva-se em nosso Canal do YOUTUBE !!
Curta nossa página do FACEBOOK !!


Apresentação: Ralf Furtado
Câmera: Jorge Lameiras

Corinthians x Shakhtar (18:45, ESPN Wide World of Sports Complex, Orlando)

Árbitro: Guido Gonzales Jr-EUA
AR 1: Sean Hurd-EUA
AR2: Matthew Miscannon-EUA
4th Official: Esteban Rosano-EUA

O que é o movimento?
Os idealizadores MANUEL FREDERICK & ANDREW TISBA ajudam a divulgar a ideia que a Conectividade Humana é a filosofia e os meios de ação do Movimento #letsALLconnect.

O Movimento quer espalhar o espírito paz no mundo, a fim de superar as nossas diferenças humanas através do toque humano para desenvolver a consciência para a Paz & Unidade e usar a tecnologia para o bem da humanidade.

Inscreva-se em nosso Canal do YOUTUBE !!
Curta nossa página do FACEBOOK !!


 

Apresentação: Ralf Furtado
Câmera: Bruno Furtado

Como alugar um imóvel para temporada em Orlando, as vantagens de ficar em uma casa ao invés de um hotel. Os atalhos para economizar seu dinheiro e as principais regras de convivência, para que sua estadia seja perfeita e sem riscos

Inscreva-se em nosso Canal do YOUTUBE !!
Curta nossa página do FACEBOOK !!


Apresentação: Ralf Furtado
Câmera: Jorge Lameiras

Canal EUA mostra os preços e as facilidades oferecidas pela maior rede de supermercados de atacado dos Estados Unidos. Como se associar e quais as vantagens de ser sócio do Costco. Visitamos uma das lojas em Altamonte Springs, na Flórida para mostrar como essas lojas funcionam.

Inscreva-se em nosso Canal do YOUTUBE !!
Curta nossa página do FACEBOOK !!

Apresentação – Ralf Furtado
Imagens – Jorge Lamerias
Produção e direção – Ralf Furtado

Voltar