Independência de quem? 23% dos americanos não sabem…

Um em cada três cidadãos também desconhece o ano em que o fato histórico aconteceu e pelo menos uma pessoa entre as entrevistadas, respondeu que os Estados Unidos se tornaram independentes do “Brasil”




Os Estados Unidos comemoram neste 4 de julho sua festa nacional. Nos jardins e nas ruas, churrascos, cerveja e fogos de artifício animam a comemoração da independência do Reino Unido, em 1776. Mas de acordo com uma pesquisa recente, 23% dos cidadãos não sabem de qual país seus antepassados se separaram para formar os EUA. Entre as opções mais mencionadas estão França, México e Alemanha.

Pelo menos uma pessoa entre as entrevistadas respondeu um destes países: Afeganistão, Brasil, Canadá, China, Colômbia, Dinamarca, Itália, Japão, Panamá e Rússia. Os outros 77% responderam corretamente que os EUA conseguiram sua independência do Reino Unido, quando as 13 colônias da costa Leste lutaram contra as forças britânicas. A pesquisa, realizada pelo Marist College Institute for Public Opinion, mostra resultados muito semelhantes aos da última sondagem, realizada em 2011.


LEIA TAMBÉM: EUA apertam regras para vistos e incluem checagem em rede social



Os resultados também revelam que um em cada três cidadãos (30%) não sabe o ano da independência, 1776. Alguns –11%– mencionam outro ano e 19% não têm certeza do ano. Aqui houve melhora. Em 2011, 42% dos entrevistados ignoravam a data.

educação é, de acordo com o Marist College, a raiz dessa falta de conhecimento. Aqueles que têm nível universitário acertam, na grande maioria, ambas as questões. À margem, entre a população, 84% dos brancos tendem a saber que os ingleses foram seus colonizadores, enquanto apenas 70% dos latinos e 53% dos afro-americanos sabem disso.

VIDA EUA: Como viajar dentro dos Estados Unidos

VIDA EUA: Os 10 maiores obstáculos para brasileiros que mudam para os Estados Unidos


Leia Também
Vídeos

O diretor das categorias de base do Orlando City, fala sobre o que espera para o futuro da Academia. David Longwell explica as várias etapas que um atleta das categorias tem que ultrapassar, para conseguir chegar até o time profissional

Inscreva-se em nosso Canal do YOUTUBE !!
Curta nossa página do FACEBOOK !!!

Na entrevista, perguntamos ao Diretor das Categorias de base do Orlando City, David Longweel, quais eram as expectativas do clube em relação ao futuro da Academia. Sobre os investimentos que estão sendo feitos e como é o processo para que um jogador da base chegue ao time principal do clube.

David respondeu:
– Já existe um bom projeto para isso no clube, nós tentamos levar jogadores para a Academia, da Academia eles vão para o time B do Orlando City e daí completam o processo chegando ao time da MLS.
Tem muito trabalho sendo feito por trás das cenas, o clube está investindo dinheiro pra tentar transformar nossa Academia em uma das melhores do país. E nós temos um objetivo de formar nossos próprios jogadores, nesse caso teremos jogadores mais novos no time principal.
Estou muito confiante que isso vai acontecer no futuro.

Apresentação: Ralf Furtado
Câmera: Karina Furtado

Futebol EUA esteve na partida que o Bayer Leverkusen venceu o Atlético MG por 1 x 0 em suas primeiras partidas da Florida Cup 2017. Falamos com Ricardo Silveira, sócio-fundador do evento, sobre o que esperar desse e dos próximos torneios realizados pela sua equipe.

Inscreva-se em nosso Canal do YOUTUBE !!
Curta nossa página do FACEBOOK !!


 

Apresentação – Ralf Furtado
Câmera – Jorge Lameiras

Canal EUA acompanhou o trabalho do Welby, da empresa WELMAR, que faz manutenção e paisagismo de quintais e jardins em muitas casas na Florida. Mostramos todos os equipamentos necessários que são utilizados para manter a beleza que é tradicional nas casa dos Estados Unidos

Inscreva-se em nosso Canal do YOUTUBE !!
Curta nossa página do FACEBOOK !!


Apresentação – Ralf Furtado
Câmera – Jorge Lameiras

Contato da Welmar: +1 407 995-6147Welby Miranda

No primeiro vídeo da série “Brasileiros que Fazem a Diferença”, falamos com Márcia Romero que mora nos Estados Unidos desde 1996 e hoje está a frente da fundação PEOPLE WHO MAKE A DIFFERENCE. Esse projeto faz um belíssimo trabalho social com pessoas que precisam de suporte, principalmente na área de saúde em um grande trabalho angariando doações e orientando a quem precisa.

Apresentação: Ralf Furtado
Câmera: Jorge Lameiras

Inscreva-se em nosso canal !!!
Curta nossa página do FACEBOOK: https://www.facebook.com/futeboleua/

Assista ao Vídeo:

Voltar