Mais de 80% dos americanos quer mais controle sobre armas

Pesquisa também revela, que pelo menos metade dos americanos qualifica a violência através de armas de fogo seja um problema sério nos EUA

Mais de 80% dos americanos querem aumentar ligeiramente os controles sobre compra e capacidade de portar armas de fogo, mas o país segue muito dividido sobre o tema, apesar de 44% dos cidadãos afirmarem conhecer pessoalmente alguém que tenha sido atingido por um disparo.

Segundo uma pesquisa publicada nesta sexta-feira pelo centro de estudos Pew e desenvolvida entre março e abril, metade dos americanos qualifica a violência armada como um problema muito grande no país, mas essa percepção está muito dividida entre os que possuem armas e os que não, e entre republicanos e democratas.

O maior ponto de consenso está em uma série de possíveis limitações à compra e porte de armas que até agora não tiveram sucesso no Congresso,em parte devido à influência da poderosa Associação Nacional de Rifles (NRA).

LEIA TAMBÉM: EUA rescindem proteção migratória para pais ilegais no país

No total, 89% dos consultados querem que haja medidas para evitar que pessoas com doenças mentais possam comprar armas, enquanto 84% respaldam controles de antecedentes para os compradores de armas em feiras e vendedores privados, agora isentos.

Além disso, 83% apoiam a proibição de venda de armas àqueles que integram listas governamentais de vigilância por atividades suspeitas ou de pessoas que estão proibidas de voar em companhias aéreas comerciais.

LEIA TAMBÉM: Onda de calor na Califórnia já deixou 4 mortos

Novas ideias suscitam também um apoio majoritário, ainda que mais dividido entre os quem têm e não têm armas: a criação de uma base de dados federais para controlar a venda de armas, respaldada por 71% e e vetar os cartuchos com alta capacidade (apoiada por 65%).

Quando são deixadas para trás as medidas concretas e se pergunta sobre a possibilidade de reforçar a legislação sobre armas, o apoio é menor: 52% dos entrevistados afirmaram que as leis a respeito deveriam ser mais estritas, enquanto 30% opinaram que estão bem como estão e 18% querem por relaxá-las.

LEIA TAMBÉM: Johnny Depp gera polêmica por referência a assassinato de Trump

72% dos americanos já dispararam uma arma de fogo na vida, e o 48% cresceram em uma casa onde havia armas, enquanto 59% têm amigos que possuem armas, segundo a pesquisa.

Mas apenas 30% dos americanos dizem ter uma arma.

Entre os que possuem armas, a paixão é forte: 66% asseguram que possuem várias, e 73% dizem que não se imaginam sem, enquanto 74% asseguram que essa propriedade é “essencial” para sua sensação pessoal de liberdade.

A pesquisa foi realizada entre março e abril com 3.930 americanos, incluídos 1.269 proprietários de armas, e tem uma margem de erro de mais ou menos 2,8 pontos percentuais.

VIDA EUA: Como viajar dentro dos Estados Unidos

VIDA EUA: Os 10 maiores obstáculos para brasileiros que mudam para os Estados Unidos

Por EFE

Leia Também
Vídeos

Os Trailers mais modernos disponíveis no mercado americano, essas incríveis máquinas, recheadas de tecnologia, utilizadas pelos americanos para fazerem suas longas viagens pela América. Todos equipadíssimos, prontos para enfrentar as estradas

Inscreva-se em nosso Canal do YOUTUBE !!
Curta nossa página do FACEBOOK !!

Apresentação – Ralf Furtado
Câmera – Jorge Lameiras

O time de Orlando perdeu de 3×1 para o Miami FC em sua partida de estréia na US Open Cup 2017, com três gols do brasileiro Stefano Pinho, que pela priemeira vez em sua carreira como jogador profissional, consegue fazer um Hat-trick.

Curta nossa página do FACEBOOK
Inscreva-se em nosso Canal do YOUTUBE

Na primeira participação na US Open Cup, o Orlando City perdeu para o Miami FC pelo placar de 3×1 no estádio do Orlando. O time do Kaká jogou praticamente com a equipe reserva, poupando grande parte dos titulares para uma importante partida da MLS no final de semana.

O grande destaque da partida, foi o brasileiro Stefano Pinho que marcou os três gols do clube de Miami e “pode pedir música no Fantástico” garantiu a vitória do Miami FC.

Stefano Pinho está no Estados Unidos desde 2015, tendo jogado anteriormente no Fort Lauderdale Strykers e no Minnesota United. Em 2014 jogou por empréstimo no futebol Finlandês, atuando uma temporada pelo MyPa.  Essa essa primeira temporada no Miami FC, os três gols marcados nessa partida, provavelmente deixarão o atacante em uma situação bem confortável dentro do clube.

Apresentação: Ralf Furtado
Câmera: Bruno Furtado

 

Você chega, diz a marca, o modelo e o ano do carro que você precisa das peças, retira o ticket com a localização dos veículos e pronto. Leve sua mala de ferramentas e retire você mesmo a peça que você precisa. o Local se chama U Pull & Pay, que significa, você pega e paga, e é assim mesmo, um self-service de peças usadas. No final, antes de sair, você mostra o que você retirou e faz o pagamento das peças. O preço é muito bom, bem mais em conta do que nos ferro-velhos comuns

Inscreva-se em nosso Canal do YOUTUBE !!
Curta nossa página do FACEBOOK !!


Apresentação – Ralf Furtado
Câmera – Jorge Lameiras

 

Canal EUA mostra como utilizar o incrível sistema de cupons nos Estados Unidos. Além dos descontos incríveis, alguns produtos podem sair de graça e em algumas situações, você recebe troco em um produto que você não pagou.
A confeiteira Daniela Milatti nos ajudou com suas dicas

Inscreva-se em nosso Canal do YOUTUBE !!
Curta nossa página do FACEBOOK !!


Apresentação: Ralf Furtado
Câmera: Jorge Lameiras

Para maiores informações, visite a página da Daniele Milatti no FACEBOOK

Voltar