Funcionarios relatam deterioração nas lojas Sears

Algumas lojas da Sears e da Kmart apresentam setores vazios e abandono na manutenção à medida que a Sears Holdings, proprietária das marcas, luta para tentar readaptar o negócio para os próximos anos




Durante uma entrevista a revista Business Insider, seis funcionários da rede Sears descreveram sinais de deterioração nas lojas em que trabalham. O relato incluiu inclusive problemas com ratos, além de tetos caindo, prateleiras vazias e falta de banheiros funcionando durante semanas.

Alguns desses problemas já vem de anos atrás, e estão ficando cada vez pior, de acordo com os funcionários, que pediram para permanecer anônimos por medo de retaliação pela Sears.

LEIA TAMBÉM: A nova forma de comprar dos americanos

LEIA TAMBÉM: Macy’s, K-Mart, J.C. Penney e outras grandes, estão fechando as portas

A Sears reconheceu alguns dos problemas que os funcionários destacaram, tais como problemas de vazamento e banheiros quebrados. Através de um e-mail, afirma que vários deles foram reparados, mas negaram o relato de um funcionário, que a loja em que trabalha tem uma infestação de ratos.



Atendentes da loja matriz da Sears em Hoffman Estates, Illinois – além das críticas a empresa, afirmam que o declínio das lojas é o resultado de anos de falta investimento em manutenção e outras despesas básicas, pelo CEO da Sears, Eddie Lampert.

Lampert já enfrentou críticas por não investir dinheiro suficiente nas lojas físicas da Sears. Ele rebateu estas críticas em 2013.

“Fui criticado por não investir o suficiente nas lojas”, disse Lampert na época. “Meu ponto de vista é que não temos como investir em tudo”.

A Lampert investiu, em vez disso, na recompra de ações e na construção da operação da loja on-line da Sears e no programa de fidelidade, chamado Shop Your Way.

Mas de acordo com os funcionários, o declínio das lojas acabou bloqueando essas iniciativas.

“Perdemos o básico”, disse ao Business Insider, um executivo sênior da Sears, que recentemente deixou a empresa. O site da Sears e o programa de fidelidade “são as cerejas no bolo, mas não significam nada se o bolo estiver podre”.





“A LOJA ESTÁ INFESTADA DE RATOS”

Em uma loja da Sears em Lafayette, Louisiana, os atrasos na manutenção levaram a sério problema de infestação de ratos, de acordo com um ex-funcionário que trabalhou no setor de prevenção de perdas da loja.

“Sears transformou-se em um lugar imundo e nojento”, disse o ex-funcionário. “A loja está infestada de ratos … na noite em que todos estivemos na área dos escritórios, esperando que os gerentes finalizassem seus trabalhos, você ouviria tropas de ratos correndo pelo teto”.

Ele disse que haviam vazamentos frequentes no teto da loja e no estoque, que “cheirava a urina de rato e fezes”.

“Todas as placas do teto estavam prestes a desmoronar”, disse ele. “A água que vazava às vezes entrava na mercadoria. Haviam cerâmicas tão húmidas que poderiam cair a qualquer momento”.

LEIA TAMBÉM: A bolha está se formando e, quando estourar, será o pior “crash” da minha vida, alerta Jim Rogers

O porta-voz da Sears, Howard Riefs, disse que a loja “tivemos várias goteiras no teto durante as tempestades mais fortes “.

LEIA TAMBÉM: Motoristas de Uber poderão finalmente receber gorgetas

Riefs disse que a alegação de uma infestação de ratos é “falsa”, baseada no relato de um exterminador que trabalhou na loja. E confirmou também, que a loja será definitivamente fechada em setembro.

Outra loja Sears em Cockeysville, Maryland, também teve vazamentos recorrentes de teto, de acordo com um antigo empregado da loja. Loja essa que está com os dias contados.

Mas “o maior problema ao longo dos anos foi o ar condicionado”, disse o funcionário. “No passado, às vezes estava mais quente do lado de dentro da loja, do que fora”.

Enquanto isso, a loja Kmart em Eureka, Califórnia, passou três semanas em abril de 2016, sem banheiro os banheiros dos funcionários, de acordo com um funcionário daquela loja.

“Pediram para parar o que estivéssemos fazendo e dirigir para um shopping ou ir a um posto de gasolina” até a loja alugou banheiros químicos e colocou do lado fora da loja, disse ele.

Haviam problemas também na sala de descanso dos empregados da loja Eureka, de acordo com esse funcionário. Ele afirmou que a torneira da pia estava quebrada e não havia água potável. As latas de lixo transbordavam regularmente e as lâmpadas do estacionamento da loja ficaram queimadas durante meses.

LEIA TAMBÉM: Mudança de comportamento nos jovens afeta mercado imobiliário

As condições não são muito melhores nos escritórios corporativos, de acordo com um ex-funcionário da Sears, que trabalhou por mais de quatro anos, na sede da empresa em Hoffman States, Illinois, até ser demitido no final de 2016.

Os problemas da loja não passam despercebidos pelos clientes, eles estão deixando de vir a loja por causa dos problemas recorrentes.

As receitas anuais da Sears caíram para US $ 22,1 bilhões, totalizando 50% de quedas nas vendas entre 2011 e 2016. A empresa registrou perdas líquidas de mais de US $ 8,2 bilhões ao longo desse período.

LEIA TAMBÉM: Netflix ultrapassa TV a cabo nos Estados Unidos

“A Sears só pode se culpar”, disse Michael Looney ao Business Insider, que trabalhou na loja local da Sears na década de 70, em Antioch na Califórnia. A loja de Antioch “sofreu terrivelmente” e agora “parece um mercado das pulgas”.

“Você poderia disparar um canhão em qualquer direção e não acertar em nenhum cliente”, disse ele.





VIDA EUA: Come-se bem nos Estados Unidos?

VIDA EUA: As maiores diferenças observadas por brasileiros nos Estados Unidos

Por Business Insider

Leia Também
Vídeos

O Orlando City jogou em casa contra o Chicago Fire, time do atual do alemão Bastian Schweinsteiger, meio-campo da seleção da Alemanha campeã mundial da Copa do Mundo do Brasil de 2014. O jogo terminou 0x0 com o Orlando jogando grande parte da partida com 1 jogador a menos, devido a expulsão injusta, ainda no primeiro tempo, do zagueiro Rafael Ramos, após uma falta aos 26 min do primeiro tempo.
Falamos com a líbero da seleção brasileira do vólei, Camila Brait e com Gustavo Brasil, diretor técnico da R9 de Orlando

Inscreva-se em nosso Canal do YOUTUBE !!
Curta nossa página do FACEBOOK !!

Apresentação: Ralf Furtado
Câmera: Karina Furtado

 

Canal EUA mostra como utilizar o incrível sistema de cupons nos Estados Unidos. Além dos descontos incríveis, alguns produtos podem sair de graça e em algumas situações, você recebe troco em um produto que você não pagou.
A confeiteira Daniela Milatti nos ajudou com suas dicas

Inscreva-se em nosso Canal do YOUTUBE !!
Curta nossa página do FACEBOOK !!


Apresentação: Ralf Furtado
Câmera: Jorge Lameiras

Para maiores informações, visite a página da Daniele Milatti no FACEBOOK

O futebol em uma High-School Americana mostrado pelo Futebol EUA. Visitamos a Lake Mary High-School onde foi realizada a final do campeonato entre a Lake Mary e a Lake Brantley High School. Lake Mary saiu campeã e falamos com alguns pas sore essa experiência

Inscreva-se em nosso Canal do YOUTUBE !!
Curta nossa página do FACEBOOK !!


Apresentação – Ralf Furtado
Câmera – Jorge Lameiras

Canal EUA acompanhou o evento de inauguração da nova unidade de clínicas populares da empresária Cristina Faria. A CF Med-Care está estrategicamente localizada no coração da cidade, próximo a Disney e a toda a região hoteleira e turística de Orlando.

Inscreva-se em nosso Canal do YOUTUBE !!
Curta nossa página do FACEBOOK !!

Ouvimos opiniões de diversas personalidades presentes no evento, que falaram sobre a importância desse novo empreendimento para a comunidade. A nova clínica oferece preços muito abaixo do que são praticados pelos hospitais e clínicas regulares. Proporcionando ao paciente e a sua família um grande economia de dinheiro e de tempo, já que a clínica atende diversas especialidades e é equipada com equipamentos de última geração, para evitar viagens a diferentes especialistas em busca de soluções para seus problemas.

Apresentação: Ralf Furtado
Câmera: Bruno Furtado


Voltar