Felipe Martins, o jogador mais amado e odiado da MLS

Ele não é o melhor nem mesmo o jogador mais violento da liga, mas pergunte a qualquer jogador dos times adversários do New York Red Bulls, qual o jogador que eles mais amam odiar, as chances da resposta ser o brasileiro Felipe Martins é muito grande

Felipe-Martins-1.

O brasileiro que marcou belos gols de falta na temporada, compõe um excelente meio-campo junto a Dax McCarty e Sacha Kljestan, que com muita habilidade e velocidade, tem imposto um ritmo frenético ao time do Red Bull. Mas ele também possui a capacidade de fazer um terror psicológico aos adversários e definir o ritmo de um jogo, deixando até os jogadores mais experientes nervosos e frustrados.


LEIA TAMBÉM: Como é ser pai de atleta nos Estados Unidos


Pequenas e repetidas faltas, ataques verbais e uma garra além do limite para fazer o que for preciso dentro de campo, transformaram Felipe no principal alvo de ataques através das mídias sociais, por revoltados torcedores das equipes rivais. Provavelmente Felipe não vai mudar a sua forma de jogar por esse motivo, por que sem dúvida ele sabe, que a maioria desses torcedores iriam amá-lo em seus times.

Leia Também
Vídeos

Canal EUA Sports acompanhou Corinthians 3 x 2 Shakhtar Donetsk na Florida Cup 2016 e falou com o técnico Tite, o humorista Beto Hora e o cantor Latino, sobre o evento e o crescimento do futebol nos Estados Unidos

Inscreva-se em nosso Canal do YOUTUBE !!
Curta nossa página do FACEBOOK !!


Apresentação: Ralf Furtado
Câmera: Jorge Lameiras

Corinthians x Shakhtar (18:45, ESPN Wide World of Sports Complex, Orlando)

Árbitro: Guido Gonzales Jr-EUA
AR 1: Sean Hurd-EUA
AR2: Matthew Miscannon-EUA
4th Official: Esteban Rosano-EUA

Durante o evento de Kart da Florida Cup 2017, que reuniu astros do futebol, o Youtuber Fabio Brazza e o piloto Rubens Barrichello, Rubinho fala sobre o bullying virtual que ainda sofre pela internet. O assunto que tem sido notícia no mundo incomoda o recordista de participações em provas de Fórmula 1

Inscreva-se em nosso Canal do YOUTUBE !!
Curta nossa página do FACEBOOK !!

Apresentação: Ralf Furtado
Câmera: Jorge Lameiras

Falamos com Victor Pagliari Giro, mais conhecido como PC. Jogador que recentemente conquistou uma vaga no time titular do Orlando City, depois de passar por outros clubes dos Estados Unidos como o Fort Lauderdale Strikers e o Tampa Bay Rowdies. 

Inscreva-se em nosso Canal do YOUTUBE !!
Curta nossa página do FACEBOOK !!

  • PC você pode nos explicar o porque do apelido PC ?

– Bom, PC porque quando era garoto ainda, que jogava no Corinthians falavam que eu parecia outro jogador que o nome dele era Paulo César, aí como tinha essa semelhança minha com ele e até o jeito de jogar, canhoto a posição tudo, e aí começaram a me chamar de PC. E aí no começo eu até tentei mudar para deixar o meu nome mesmo, mas aí todo mundo começou a pegar PC, PC, PC… E aonde eu vou hoje, todo mundo me conhece como PC. Então hoje às vezes, quando me chamam pelo meu nome mesmo, até difícil eu atender, mas tranquilo, é um nome legal eu tô conseguindo levar bem.

  • Como é que se deu essa sua ascensão dentro do futebol americano, como é que você tá sentindo isso? Você acha que o mercado americano é um mercado interessante para para brasileiros que não tem espaço no Brasil, devido à concorrência, você acha que vale a pena investir aqui?

– Não só para brasileiros, mas como também para todo o jogador. Acho que o crescimento aqui no Estados Unidos está excelente, acho que em um futuro próximo vai estar uma liga brilhante. Já é uma liga muito boa, acho que com mais 3 ou 4 anos vai estar fantástica. Então acho que vale a pena sim, como tem muitos jogadores nomeados vindo para cá, como o Kaká, Schweinsteiger, entre outros. Então acho que tem tudo para para virar uma liga brilhante.

LEIA TAMBÉM: Quem é “PC”, jogador brasileiro em acensão no Orlando City?

Apresentação: Ralf Furtado
Câmera: Henrique Furtado

 

Voltar