EUA endurecem exigência de dados para obtenção de visto


Países que não seguirem os novos protocolos ou se prontificarem a fazê-lo dentro de 50 dias podem enfrentar sanções de viagens




O Departamento de Estado americano vai exigir que todos os países forneçam dados extensivos para ajudá-lo a vetar candidatos a visto e determinar se um viajante representa uma ameaça terrorista, de acordo com um documento acessado pela agência Reuters. Países que não seguirem os novos protocolos ou se prontificarem a fazê-lo dentro de 50 dias podem enfrentar sanções de viagens.

O memorando, enviado a todos os postos diplomáticos dos Estados Unidos na quarta-feira, é uma síntese de uma revisão mundial dos procedimentos de verificação que foram estabelecidos pelo decreto presidencial que proibiu temporariamente a viagem aos Estados Unidos de maior de cidadãos de seis países predominantemente muçulmanos.

LEIA TAMBÉM: Como viajar dentro dos Estados Unidos

O documento estabelece uma série de padrões que os Estados Unidos exigirão de outros países, incluindo que emitam, ou tenham planos de emitir, passaportes eletrônicos e regularmente relatem à Interpol passaportes perdidos ou roubados. Também determina que os governos forneçam “quaisquer informações de identidades” solicitadas por Washington para requerentes a vistos americanos, incluindo detalhes biométricos ou biográficos.




O documento estabelece requerimentos para que os países forneçam dados sobre indivíduos que sabem ser, ou possuam motivos para acreditar serem terroristas, bem como informações de registros criminais. Além disto, solicita aos países que não bloqueiem a transferência de informações sobre viajantes com ligações com os Estados Unidos do governo americano e não designem pessoas para listas de vigilância somente com base em suas crenças políticas ou religiosas.

“Esta é a primeira vez que o governo dos Estados Unidos estabelece padrões para a informação que é exigida de todos os países especificamente em apoio à imigração e verificação de viajantes”, aponta o memorando.

LEIA TAMBÉM: Real Madrid abre em Miami seu 1º restaurante temático nos EUA

Alguns dos fatores de risco que o governo americano irá considerar quando avaliar um país, definidos no documento, são controversos e podem ser de difícil comprovação, incluindo a garantia de que o viajante “não é, e não há possibilidade de se tornar, um refugiado terrorista”. Também se espera que países concordem em aceitar de volta cidadãos que receberem a ordem de deixar os dos Estados Unidos.

Se não fornecerem as informações solicitadas, ou criarem um plano para fazê-lo, países podem acabar em uma lista que será enviada dentro de 50 dias para possíveis sanções de Trump, incluindo impedimento de “categorias designadas” de seus cidadãos de entrarem nos Estados Unidos. As novas exigências são as mais recentes em uma série de ações que o governo Trump diz estar tomando para melhorar a proteção contra um ataque terrorista.





VIDA EUA: Como morar barato nos Estados Unidos

VIDA EUA: Os 10 maiores obstáculos para brasileiros que mudam para os Estados Unidos

Por Reuters

Leia Também
Vídeos

O futebol em uma High-School Americana mostrado pelo Futebol EUA. Visitamos a Lake Mary High-School onde foi realizada a final do campeonato entre a Lake Mary e a Lake Brantley High School. Lake Mary saiu campeã e falamos com alguns pas sore essa experiência

Inscreva-se em nosso Canal do YOUTUBE !!
Curta nossa página do FACEBOOK !!


Apresentação – Ralf Furtado
Câmera – Jorge Lameiras

Fred, Marcos Junior, Diego Souza, Marlon e Magno Alves do Fluminense, falam com o o Canal EUA Sports sobre suas expectativas em relação ao mercado americano de futebol. O Fluminense enfrentou o Shakhtar Donetsk pelo Torneio da Florida 2016

Inscreva-se em nosso Canal do YOUTUBE !!
Curta nossa página do FACEBOOK !!


Apresentação: Ralf Furtado
Câmera: Jorge Lameiras

O diretor das categorias de base do Orlando City, fala sobre o que espera para o futuro da Academia. David Longwell explica as várias etapas que um atleta das categorias tem que ultrapassar, para conseguir chegar até o time profissional

Inscreva-se em nosso Canal do YOUTUBE !!
Curta nossa página do FACEBOOK !!!

Na entrevista, perguntamos ao Diretor das Categorias de base do Orlando City, David Longweel, quais eram as expectativas do clube em relação ao futuro da Academia. Sobre os investimentos que estão sendo feitos e como é o processo para que um jogador da base chegue ao time principal do clube.

David respondeu:
– Já existe um bom projeto para isso no clube, nós tentamos levar jogadores para a Academia, da Academia eles vão para o time B do Orlando City e daí completam o processo chegando ao time da MLS.
Tem muito trabalho sendo feito por trás das cenas, o clube está investindo dinheiro pra tentar transformar nossa Academia em uma das melhores do país. E nós temos um objetivo de formar nossos próprios jogadores, nesse caso teremos jogadores mais novos no time principal.
Estou muito confiante que isso vai acontecer no futuro.

Apresentação: Ralf Furtado
Câmera: Karina Furtado

Falamos com Mauricio Braz que é pós-graduado em psicologia positiva e utiliza seu conhecimento aliado a um sistema de NeuroTreinamento, para ajudar atletas a se desenvolverem mentalmente no esporte. Maurício ultiliza seu equipamento e suas técnicas no atleta Bruno Furtado, para mostrar como funciona o seu trabalho.

Inscreva-se em nosso Canal do YOUTUBE !!
Curta nossa página do FACEBOOK !!


Apresentação: Ralf Furtado
Câmera: Jorge Lameiras

Durante o show do cantor Daniel na Fun Fest da Florida Cup 2017, falamos com ex zagueiro do Corinthians e do Flamengo, Fabio Luciano sobre sua participação no jogo das Estrelas, que irá reunir grandes astros do futebol e artistas brasileiros.

Inscreva-se em nosso Canal do YOUTUBE !!
Curta nossa página do FACEBOOK !!


 

Apresentação – Ralf Furtado
Câmera – Jorge Lameiras

 

Voltar