Brasileiro faz sucesso jogando apenas 10 Min por temporada na NFL

Para ser kicker na NFL é preciso ter consciência de que você vai treinar, e muito, para jogar pouco. A preparação e concentração precisam estar em dia, já que um chute fora das traves pode significar uma derrota. O papel de herói ou vilão é definido com poucos segundos em campo




É com essa pressão que Cairo Santos, kicker do Kansas City Chiefs e único brasileiro na principal liga do mundo, convive nos últimos anos. Depois de três anos com grandes números pelo time, o “Zica das bicudas” se prepara para o início da quarta temporada.

“O objetivo é sempre melhorar e ganhar o Superbowl. Estamos sempre brigando pelos playoffs, melhoramos muito desde que cheguei em 2014. Estamos focados e com a confiança alta”, disse em entrevista ao Torcedores.com.

Cairo encerrou a temporada 2016 com aproveitamento de 88,6% nos chutes, com 31 acertos em 35 tentativas. Número que deixou o brasileiro na sexta posição entre todos os kickers da NFL. Foram 129 pontos marcados – 93 em field goals e 36 extra points.

Para ter este desempenho, Cairo tem que ralar muito. As equipes da NFL começam a treinar em abril, com rotinas na academia e no campo. Depois de seis semanas, um período de folga. Cairo, por exemplo, veio ao Brasil para descansar com a família e cumprir compromissos com patrocinadores.

LEIA TAMBÉM: Desde 2002, Brasil não fica tanto tempo sem jogador escolhido no Draft da NBA




“A correria não para. No final de julho começam os training camp com todos os times da NFL e ai já é ritmo de temporada”, explicou.

Na volta, o ritmo é ainda mais intenso já que a estreia começa a ficar cada vez mais perto. Nessa fase, Cairo chega a chutar 70 vezes por sessão. Tudo isso para jogar menos de 10 minutos por temporada nas contas do próprio jogador.

“A primeira parte terminou na semana passada é mais focada no trabalho de campo. São duas, três horas no campo. Agora que estamos ainda longe do começo da temporada eu treino uns 70 chutes. Durante os jogos eu limito em 50 por treino, até para não cansar a perna. Aqui no Brasil eu vou na academia, mas em Brasília eu tento chutar mais, uso umas palmeiras”, disse.

Assista entrevista de Cairo ao TORCEDORES:

LEIA TAMBÉM: Não-draftado, brasileiro Georginho fecha contrato com o Rockets

Cairo vive bom momento na NFL. Aos 25 anos, o kicker renovou o contrato com os Chiefs por 1,7 milhão de dólares por uma temporada, mas está em negociações para aumentar o vínculo. Além disso, outras equipes buscaram informações sobre a situação dele durante as férias.

“Tinha um contrato que me segurava até o meio de abril e eles ativaram a cláusula de renovação. Mas isso não me impede de renovar por mais tempo e é o que eu quero”, disse Cairo. “No Brasil eu sou mais um ídolo do esporte. Lá eu sou apenas mais um kicker entre os 32. Aqui eu sou o único brasileiro na NFL”, completou.

VIDA EUA: Você sabe o que é uma Soccer Mom?

VIDA EUA: As maiores diferenças do futebol infantil nos Estados Unidos e no Brasil



Leia Também
Vídeos

No Torneio da Florida 2016, Canal EUA Sports entrevistou Bruno Costa, diretor de Futebol do Fort Lauderdale Strikers ( Ex-observador da seleção Brasileira de Base ) e Ricardo Oliveira, CEO do Florida Cup, que nos passaram suas impressões sobre esse grande evento internacional realizado na Florida

Inscreva-se em nosso Canal do YOUTUBE !!
Curta nossa página do FACEBOOK !!


Apresentação: Ralf Furtado
Câmera: Jorge Lameiras

 

O Orlando City jogou em casa contra o Chicago Fire, time do atual do alemão Bastian Schweinsteiger, meio-campo da seleção da Alemanha campeã mundial da Copa do Mundo do Brasil de 2014. O jogo terminou 0x0 com o Orlando jogando grande parte da partida com 1 jogador a menos, devido a expulsão injusta, ainda no primeiro tempo, do zagueiro Rafael Ramos, após uma falta aos 26 min do primeiro tempo.
Falamos com a líbero da seleção brasileira do vólei, Camila Brait e com Gustavo Brasil, diretor técnico da R9 de Orlando

Inscreva-se em nosso Canal do YOUTUBE !!
Curta nossa página do FACEBOOK !!

Apresentação: Ralf Furtado
Câmera: Karina Furtado

 

O timão goleou o Vasco da Gama no estádio Bright House Networks Stadium, que pertence a UCF (University of Central Florida). A partida valia por uma das semi-finais do Torneiro da Florida, onde o Corinthians, após a vitória por 4×1 sobre o Time da Colina, enfrentará o vencedor da outra semi-final ,entre São Paulo e River Plate da Argentina. Falamos também com o ator Bruno Mazzeo, torcedor do Vasco que esteve no estádio torcendo para o seu time.

Inscreva-se em nosso Canal do YOUTUBE !!
Curta nossa página do FACEBOOK !!


Apresentação – Ralf Furtado
Câmera – Jorge – Lameiras

O time de Orlando perdeu de 3×1 para o Miami FC em sua partida de estréia na US Open Cup 2017, com três gols do brasileiro Stefano Pinho, que pela priemeira vez em sua carreira como jogador profissional, consegue fazer um Hat-trick.

Curta nossa página do FACEBOOK
Inscreva-se em nosso Canal do YOUTUBE

Na primeira participação na US Open Cup, o Orlando City perdeu para o Miami FC pelo placar de 3×1 no estádio do Orlando. O time do Kaká jogou praticamente com a equipe reserva, poupando grande parte dos titulares para uma importante partida da MLS no final de semana.

O grande destaque da partida, foi o brasileiro Stefano Pinho que marcou os três gols do clube de Miami e “pode pedir música no Fantástico” garantiu a vitória do Miami FC.

Stefano Pinho está no Estados Unidos desde 2015, tendo jogado anteriormente no Fort Lauderdale Strykers e no Minnesota United. Em 2014 jogou por empréstimo no futebol Finlandês, atuando uma temporada pelo MyPa.  Essa essa primeira temporada no Miami FC, os três gols marcados nessa partida, provavelmente deixarão o atacante em uma situação bem confortável dentro do clube.

Apresentação: Ralf Furtado
Câmera: Bruno Furtado

 

O diretor das categorias de base do Orlando City, fala sobre o que espera para o futuro da Academia. David Longwell explica as várias etapas que um atleta das categorias tem que ultrapassar, para conseguir chegar até o time profissional

Inscreva-se em nosso Canal do YOUTUBE !!
Curta nossa página do FACEBOOK !!!

Na entrevista, perguntamos ao Diretor das Categorias de base do Orlando City, David Longweel, quais eram as expectativas do clube em relação ao futuro da Academia. Sobre os investimentos que estão sendo feitos e como é o processo para que um jogador da base chegue ao time principal do clube.

David respondeu:
– Já existe um bom projeto para isso no clube, nós tentamos levar jogadores para a Academia, da Academia eles vão para o time B do Orlando City e daí completam o processo chegando ao time da MLS.
Tem muito trabalho sendo feito por trás das cenas, o clube está investindo dinheiro pra tentar transformar nossa Academia em uma das melhores do país. E nós temos um objetivo de formar nossos próprios jogadores, nesse caso teremos jogadores mais novos no time principal.
Estou muito confiante que isso vai acontecer no futuro.

Apresentação: Ralf Furtado
Câmera: Karina Furtado

Voltar