A passagem do Matthew pela Flórida, mostra o incrível poder de organização dos americanos.


É muito difícil tomar uma decisão como a de ficar ou fugir de sua própria casa, por mais que você tenha se preparado. A que ponto a destruição poderia chegar? Mesmo com toda a tecnologia dos dias de hoje, ninguém pôde prever com exatidão quando, onde e com que intensidade o Furacão Matthew chegaria a Flórida. Mas uma coisa ficou muito clara e visível, uma preparação de guerra foi montada para superar o mais rápido possível, quaisquer danos causados pelos fortíssimos ventos gerados por ele ou pelas inundações causadas pelas fortes chuvas que o acompanhavam




Foram centenas de caminhões de todas as companhias fornecedoras de serviços de luz, água, gás e TV, preparados e posicionados, em vários pontos de todas as cidades possivelmente atingidas, equipados e prontos para atender a toda e qualquer chamada de emergência, com a maior rapidez possível.

Tudo foi cancelado, grandes eventos esportivos, shows de artistas famosos, conferências de grandes empresas. Até os parques da Disney fecharam, pela quarta vez na história desde a inauguração. Tudo em virtude da possível passagem de um furacão que poderia passar pela na Flórida com a categoria 4, dentro de uma escala de 1 a 5. O Sul da Flórida seria o primeiro possível ponto de impacto, em uma região qualquer entre as cidades de Miami e Boca Raton.

Caminhões das companhias de eletricidade se movimentam para situações de emergência

LEIA TAMBÉM: As 10 cidades mais seguras da Florida para furacões

Mais de 2 milhões de pessoas deixaram seus lares. Algumas espontaneamente outras a pedido dos órgãos responsáveis. O que se viu dentre os que ficaram, foi algo muito impressionante em termos de organização e solidariedade. Pessoas assumindo novas posições dentro do seu ambiente de convívio, completamente diferente de suas ocupações tradicionais, tentando da melhor maneira possível manter funcionando a estrutura local, diante de uma possível catástrofe.

A quantidade de pessoas que se dispuseram a trabalhar como voluntárias em todos os possíveis abrigos abertos a população, emocionaram qualquer brasileiro que não está acostumado a viver esse tipo de emergência. Escolas, ginásios, estádios e igrejas ficaram lotados já na noite de quarta-feira. Todos se ajudando mutuamente, trocando informações, fornecendo transporte, roupas de cama e produtos de higiene, em um mutirão solidário que trazia um pouco de conforto aos mais necessitados e palavras de esperança aos mais desesperados.

Quadra de espoprtes uma escola se transforma em abrigo para receber pessoas em situação de risco.

O clima estava realmente tenso, pois era grande a possibilidade do Matthew tocar o solo na Flórida, estado que em 1928 teve o 2° furacão mais mortífero da historia dos Estados Unidos, quando o Okeechobee atingiu a região de West Palm Beach, matando cerca de 2.500 pessoas.

A generosidade espontânea entre os vizinhos também surpreendeu, pessoas oferecendo abrigo, equipamentos de segurança e alimentos para aqueles que aparentavam algum tipo de necessidade.

O Matthew passou pela Flórida sem maiores danos, mas a experiência de viver dentro desse ambiente de medo e solidariedade mexeu muito com a minha família e todos ao meu redor. Mas é claro que por mais incrível que os exemplos de organização e solidariedade tenham sido válidos como aprendizado, esperamos não ter que passar por isso novamente.

Deixe sua experiência nos comentários.

Por RALF FURTADO




VIDA EUA: Como viajar dentro dos Estados Unidos
VIDA EUA: Os 10 maiores obstáculos para brasileiros que mudam para os Estados Unidos

Leia Também
Vídeos

Canal EUA Sports fala com o CEO do Orlando City Alexandre Leitão sobre o crescimento do mercado de futebol dos Estados Unidos. As projeções do clube para o ano de 2016 e as possibilidades do mercado americano em relação ao futebol brasileiro

Inscreva-se em nosso Canal do YOUTUBE !!
Curta nossa página do FACEBOOK !!


Apresentação: Ralf Furtado
Câmera: Jorge Lameiras

Canal EUA mostra como é uma casa modelo e como é a decoração dessas casas que são preparadas para deixar o comprador louco de vontade de adquirir um imóvel igual aquele no condomínio que está se formando. Todos os dias, centenas de novos condomínios são criados em todo o território americano. Os preços variam de acordo com a localização do terreno e a metragem da casa. A piscina e a área da churrasqueira geralmente não estão inclusos no preço da casa

Inscreva-se em nosso Canal do YOUTUBE !!
Curta nossa página do FACEBOOK !!


Apresentação – Ralf Furtado
Câmera – Jorge Lameiras

Futebol EUA esteve na partida que o Bayer Leverkusen venceu o Atlético MG por 1 x 0 em suas primeiras partidas da Florida Cup 2017. Falamos com Ricardo Silveira, sócio-fundador do evento, sobre o que esperar desse e dos próximos torneios realizados pela sua equipe.

Inscreva-se em nosso Canal do YOUTUBE !!
Curta nossa página do FACEBOOK !!


 

Apresentação – Ralf Furtado
Câmera – Jorge Lameiras

Durante o show do cantor Daniel na Fun Fest da Florida Cup 2017, falamos com ex zagueiro do Corinthians e do Flamengo, Fabio Luciano sobre sua participação no jogo das Estrelas, que irá reunir grandes astros do futebol e artistas brasileiros.

Inscreva-se em nosso Canal do YOUTUBE !!
Curta nossa página do FACEBOOK !!


 

Apresentação – Ralf Furtado
Câmera – Jorge Lameiras

 

Estivemos no evento de apresentação do Ace Cafe, o novo bar temático de Orlando. Um bar voltado para o publico que curte carros, motos e muito Rock’n’Roll. Um espaço de 12.000m² localizado em Orlando Downtown ao lado da I4, em um conjunto de prédios históricos de mais de 100 anos de idade.

A cerimônia de inauguração contou com a presença do prefeito de Orlando Buddy Dyer e com muitos outros convidados.

Apresentação: Ralf Furtado
Inscreva-se em nosso Canal !!!
Curta nossa página do FACEBOOK: https://www.facebook.com/futeboleua/

Assista ao Vídeo:

Voltar